INSPEÇÃO ANUAL BASCULANTES

Após uma série de acidente causados pela negligência no uso de carrocerias do tipo basculantes, com mortos, feridos e muitos danos ao patrimônio e à coletividade, o CONTRAN decidiu criar algumas regras para a utilização do dispositivo.
A  Resolução 563/2015 , determina que a partir de 1º de janeiro de 2017 todo caminhão, reboque ou semi-reboque que possua carroceria do tipo basculante, só poderá circular se possuírem os seguintes dispositivos de segurança, definidos na norma ABNT NBR 16141:


Os dispositivos deverão ser instalados  de forma agrupada: 


Tipo A, que é composto pelos dispositivos de segurança primário e secundário.
Tipo B, composto pelos dispositivos de segurança primário e terciário.Tipo A, que é composto pelos dispositivos de segurança primário e secundário.
Tipo B, composto pelos dispositivos de segurança primário e terciário.

Tipo A, que é composto pelos dispositivos de segurança primário e secundário.
Tipo B, composto pelos dispositivos de segurança primário e terciário.​


I – dispositivo de segurança primário – dispositivo que impede o acionamento da tomada de força de forma involuntária e de modo que, para o acionamento, sejam necessários dois comandos de acionamentos ou um comando de dois estágios;












I​I – dispositivo de segurança secundário – aviso visual e sonoro, com intuito de alertar o operador sobre o acionamento da tomada de força, sendo que o aviso visual deverá ser colocado na altura do painel e no campo visual do operador;










​​III – dispositivo de segurança terciário – dispositivo eletrônico de controle do acionamento da tomada de força que objetiva garantir que o caminhão não passe de 10 km/h com a tomada de força ligada.



My Image
My Image
My Image